pedaços de novas memórias com cheiro quente do sul

pedaço de tempo feito uma vida
com cheiro quente do sul
encontro nunca marcado
apenas destinado pelo feitiço da terra
provados sabores, inalados odores
encarnamos as feras e os elementos
e ardemos em infernos de gozo e prazer
fundidos no doce quente com cheiro do sul

4 comentários:

Adolfo Payés disse...

Que belleza de post.. que gusto y lujo leerte querida amiga.

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre..

Que tengas una semana maravillosa..

Pedro Branco disse...

Sabes que tenho uma canção com este título? "Pedaços de Memória"... Coincidências.

viajantes disse...

sabes pedro,
quando fiz os meus primeiros rascunhos em jeito de escrita em 84,85,por aí... resolvi dar-lhes este título. encaixava bem, digo eu... daí o nome.
bjinho.

O Profeta disse...

Apetece-me pintar a musica
Que me afaga a alma, desperta os sentidos
Apetece-me pintar-te o sorriso
Unir-te aos meus anseios antigos

Uma tela, universo ávido de um deus
Será o pintor o criador da cor do dia?
Um salteador das sombras da noite?
Ou apenas um semeador da nostalgia


Um boa semana

Doce beijo